DIR EN GREY – 輪郭 (RINKAKU) (Promotion Edit Ver.)

Vídeo

Mensagem do diretor do vídeo de RINKAKU Keita Kurosaka

Essa é a segunda vez que eu trabalho em um vídeo do DIR EN GREY, tendo o primeiro sido “AGITATED SCREAMS OF MAGGOTS”(2006).

Quando eu ouvi o novo single “RINKAKU”, a melodia me conquistou e eu fui intoxicado pelos vocais do Kyo que se estendem até a alma. Em “AGITATED SCREAMS OF MAGGOTS” o foco estava na raiva e ódio, as imagens foram sobrepostas em diferentes opacidades.

Por outro lado, em “RINKAKU” Eu coloquei ênfase na criação de uma fluente atmosfera suave e uma sensação de velocidade.

Em “RINKAKU” pode-se sentir o réquiem para os mortos e o amor que parece envolver os vivos. Você pode chamar isso de uma poderosa admiração pela vida.

Assim como em minha principal linha de trabalho, animação, a expressão “para dar a vida” seria usada. Especialmente para este vídeo, eu dei ênfase em simplesmente fazer meus esboços a lápis que inicialmente eu havia desenhado no meu caderno, ganhar vida.

fonte:
http://direngrey-sabirbr.blogspot.com.br/2012/12/mensagem-do-diretor-do-video-de-rinkaku.html

Sobre a banda:

Dir en grey (ディルアングレイ Diru an gurei) é uma banda de rock japonês formada em 1997, após o fim da banda La:Sadie’s. Kisaki, o baixista e líder da antiga banda, se separou de Kyo, Shinya, Kaoru e Die, que chamaram o baixista Toshiya para formar a então nova banda, Dir en grey.

Embora eles não sejam mais uma banda de visual kei, já fizeram ao longo se sua história músicas agressivas como “Obscure” (Obscuro) e “Pink Killer” (Matador rosa), baladas de rock como “虫 -mushi-” (inseto) e “Macabre ― 揚羽ノ羽ノ夢ハ蛹 ―” (Macabre -ageha no hane no yume wa sanagi-), músicas pop como 予感 Yokan (Premonição), etc. A diversidade de músicas torna praticamente impossível categorizar a banda com precisão, na totalidade de sua obra.

Árvores do Camboja: Divindades digitalmente projetadas e espíritos nas ruas do Camboja

cam-6cam-5cam-4cam-3cam-2     cam-1

Árvores do Camboja é um trabalho de projeção digital por Briend artista francês Clement, que viajou ao Camboja para fotografar essas representações esculturais das divindades e espíritos do sobreposto a cultura cambojana em árvores em várias áreas urbanas. Da série Briend diz:

É uma bela surpresa quando os espíritos projetados despertam e se revelam durante a noite como se eles são feitos de árvores altas em si. As instalações de luz fotográficas ecoam a espiritualidade dos brotos poucos de natureza nas paisagens predominantemente urbanas. É um visual de imaginar das figuras divinas que habitam o mundo, visto através dos olhos de uma consciência ambiental espiritual.

Embora eu não sou geralmente um fã de projeção digital, eu realmente gosto de utilização Briend de galhos de árvores para dar volume para as fotografias de esculturas, em essência, dando-lhes vida.

(fonte http://www.emptykingdom.com/main/featured/clement-briend/)

Zero

Vídeo

In a world that judges people by their number, Zero faces constant prejudice and persecution. He walks a lonely path until a chance encounter changes his life forever: he meets a female zero. Together they prove that through determination, courage, and love, nothing can be truly something.

Zero has screened in over 50 festivals and has won 15 awards including ‘Best Animation’ from LA Shorts Fest and the Rhode Island International Film Festival and has been nominated for an AFI Award in the ‘Best Short Animation’ category.

Animação experimental de The Big Bang Theory

Vídeo

Esta é uma animação experimental de uma cena do episódio The Psychic Vortex, feita quadro a quadro (12 quadros por segundo), à mão com grafite por Nunub, em papel, e colorida com aquarela. Foram criados 2.500 desenhos, o curta recebeu o nome de The Hulk Hands Theory.

Este é o site oficial onde você pode saber um pouco mais sobre esta animação e também conferir alguns dos desenhos:

http://www.nunub.com/1/the-hulk-hands-theory/